Diário de Viagem – Gordo na Indonésia

Nosso atleta Felipe Cesarano está passando uma temporada na Indonésia para fazer aquilo que ele sabe fazer de melhor: surfar. O acompanhamos em alguns desses momentos incríveis em um dos destinos mais lindos do mundo e queremos compartilhar com vocês.

Surf em Pacitan, na Ilha de Java

Gordo na Indonésia

Olimpíadas no Rio, um acontecimento único, acabou me segurando no Brasil mais tempo do que eu queria. Foi legal assistir alguns jogos, mas não vou negar, visitei mesmo as casas dos países: Casa da Franca, Alemanha, Dinamarca e até da Jamaica. O Rio de Janeiro estava igual ao carnaval com festa todos os dias e o dia inteiro.

Uma hora cansei, antecipei minha passagem e TCHAU! Precisava SURFAR! Meu corpo e minha mente estavam implorando por um bom dia de surf. Assim que cheguei na Indonésia nem pensei em ficar em Bali, porque é um lugar tentador, muitas gatas e muitas festas. Então, me mandei para Desert Point em Lomobok. Mesmo sabendo que a previsão não estava tão boa, eu quis ir, contemplar aquele lugar maravilhoso e rever meus amigos locais, como o Ziggy, uma figura local, dono do Warung (cabanas).

Gordo e amigo em Pacitan

Foi legal, mas sem onda não dava para ficar. Por isso tive a ideia de ir para a praia de Watu Karung, em Pacitan na ilha de Java. Ano passado fui pela primeira vez gravar o programa “Diário das Ilhas” do Canal OFF e me apaixonei pelo lugar. Fiquei 4 dias surfando o dia inteiro, e olha que o dia é longo – amanhece muito cedo, uma hora antes de Bali. Saía para tomar café da manhã e voltava até a hora do almoço. Já estava exausto, só queria comer e dar aquela dormidinha para descansar.

Gordo na Indonésia

Quem pega onda e ama o surf, sabe o valor que tem estar em um lugar onde tem onda boa o dia inteiro. O lugar ainda é pouco explorado, mas os locais são simpáticos e receptivos. Tudo é muito barato por lá, paguei 4 dólares para dormir e podia ate almoçar por 1 dólar caso estivesse a fim de ficar só no Migoren (um macarrão instantâneo local) com umas verduras, que com bastante imaginação, chega até parecer um Yakisoba hahaha…

Arrisco dizer que Watu Karung é o lugar mais bonito que eu já fui na minha vida, pelo menos ate hoje. Em breve mais um pouco da minha viagem aqui no blog da Kenner. Um beijo do Gordo!

Felipe “Gordo” Cesarano

  • Sobre

  • A Kenner nasceu em 1988. Na garagem de um amigo surfista, na Califórnia, Peter Simon teve a ideia de confeccionar uma sandália confortável, original e que utilizasse os melhores materiais disponíveis no mercado. Surgiam então as Sandálias Kenner!

    Leia mais
  • Tags

  • [wp-cirrus]
  • Instagram

  • Arquivo

Receba nossas novidades