O surf definitivamente mudou!!!!

0808_bretto_simpo

Essa foi minha conclusão depois de assistir a etapa 6 estrelas e status Prime do WQS, em Huntington Beach/Califórnia, nos EUA

Confesso que fui ver o campeonato apenas para acompanhar os resultados, já que normalmente as ondas são pequenas, fecham muito e não oferecem condições para um bom espetáculo. Mesmo assim, o nível de surf apresentado pelos melhores surfistas do mundo foi altíssimo. Fiquei realmente impressionado em ver que um campeonato que tinha tudo para ser chato ou monótono, foi um verdadeiro espetáculo, em todos os sentidos.

Com o novo sistema de pontuação do circuito mundial, onde as etapas Prime também contam pontos para o ranking do WCT e, por ser um dos campeonatos que mais dá exposição para seus competidores, a maioria dos melhores surfistas do mundo participaram desse tão tradicional evento.

Na água, os surfistas atropelaram as marolas que quebravam próximas ao píer, com aéreos e suas variações. O time brasileiro, Mineirinho, Jadson, Alejo, Gabriel Medina e Miguel Pupo, quebraram tudo; o sul africano Jordy Smith, líder do ranking, mesmo com sua grande estatura, também surfou com muito estilo, fluidez e criatividade. Talvez seja o melhor surfista da atualidade.

praia

Mas ele ainda não pode ser considerado o melhor, pois vai ter que mostrar que é capaz de manter o mesmo nível em Teahupo e em Pipe.

Mick Fanning fez o melhor surf “convencional” do campeonato. Cavadas e batidas muito fortes, como se estivesse surfando em um point break. Acho que ele vai ser a pedra no sapato de Smith na conquista de mais um título mundial.

Não posso deixar de falar dos americanos Dane Reynolds e Bret Simpson. O primeiro tem sido um espetáculo a parte em todos os eventos que participa; o segundo, é o grande campeão da etapa, aliás, bi campeão da etapa que pagou a melhor premiação do surf profissional, nos seus dois últimos anos.

Isso mesmo: Bret Simpson, ganhou 100 mil dólares ano passado e mais 100 mil dólares esse ano. Surfou muito e mostrou que conhecimento local faz a diferença.

Fora d’água, a equipe de comentaristas foi nota 10, com destaque para o australiano campeão mundial Barton Linch.

Foi a primeira vez que escutei Barton participando de uma transmissão via internet. Ele pode passar todo seu conhecimento técnico de forma clara e objetiva, não deixando a transmissão, mesmo nas horas de flat, virar uma encheção de linguiça.

Por último, as imagens aquáticas, replays e a mesma onda vista de vários ângulos, transformaram o Hurley Pro em um dos melhores campeonatos em ondas ruins que já assisti.

143165_622x415

Abraços.

Pedro Muller.

http://www.escolapedromuller.com.br/

  • Sobre

  • A Kenner nasceu em 1988. Na garagem de um amigo surfista, na Califórnia, Peter Simon teve a ideia de confeccionar uma sandália confortável, original e que utilizasse os melhores materiais disponíveis no mercado. Surgiam então as Sandálias Kenner!

    Leia mais
  • Instagram

  • Arquivo

Receba nossas novidades